O que une o pai aos filhos; os Deuses àqueles
que germinaram das suas condições?
O que é o mistério e o segredo na Religião Pagã?
O que é a "revelação" na Religião Pagã?

Catecismo da Religião Pagã
Décima oitava parte

Claudio Simeoni
traduzido por Dante Lioi Filho

Nos braços dos Deuses nascemos e crescemos

 

[50] O que une o pai aos filhos; os Deuses àqueles que germinaram das suas condições?

A troca mútua de energia. As condições da existência, os desafios, nos quais a percepção, o entendimento se molda, a lucidez que alimenta o discernimento subjetivo: tanto dos pais quanto dos filhos. Isto favorece o caminho em direção às mudanças eternas até o ponto para a construção da consciência universal no final do tempo.

Na religião Pagã, cada sujeito, cada DEUS, vem a ser e se transforma. O vir a ser e o transformar-se é o que qualifica ser um deus, naquele sujeito específico.

Na religião Pagã, a necessidade da transformação particular alimenta a vontade para o indivíduo agir, isto prepara o DEUS para além da natureza do seu corpo físico.

A necessidade para agir constitui a necessidade para a expansão que, aos videntes, surge como um incorporar e um emanar, isto é um desprender-se onde, o desprender-se nunca mais é um retorno como era antes do incorporar, mas constitui uma modificação irreversível do estado de ser o DEUS.

Cada ação permite incorporar energia vital que se transforma em conhecimento, saber, dilatação física do sujeito e cada ação é um desprendimento de energia que, modificando o ambiente, sedimenta o crescimento do sujeito que age.

[51] O que é o mistério e o segredo na Religião Pagã?

Segredos e mistérios são enganos, embustes que têm o propósito de impedir que as pessoas tenham a capacidade para a crítica, de impedir as pessoas de buscar o conhecimento. Os Deuses não escondem segredos, pois no caso do não entendimento, é a percepção humana que escolhe o discernimento entre os elementos da possível compreensão dentro da imensidão em que estamos mergulhados e que nos envolve.

Segredo é aquilo que a razão não tem a capacidade para descrever e definir.

Não existem coisas secretas, mas sim razões incapazes de descreverem, satisfatoriamente, o mundo, razões incapazes que possam responder às expectativas emotivas do indivíduo no seu habitar o mundo.

As pessoas têm sido controladas em suas ações, nas suas ações no mundo, conjecturando, tentando adivinhar e prenunciando uma existência de segredos, medos e terrores, um controle para frear, para travar as ações das pessoas no mundo em que vivemos.

É com o "segredo" e com o "mistério" que se transformam em objetos emotivos as fantasias doentias e entorpecidas da razão, que reprimem o indivíduo na sua operosidade em habitar o mundo em que ele vive.

[52] O que é a "revelação" na religião Pagã?

É o vazar da investigação, dentro da razão, oriunda da parte antiga do cérebro para que se enxergue a realidade do mundo, realidade que a razão não conseguia enxergar, ou não levava em consideração na sua "análise" ao descrever o mundo. A razão é iluminada. Repentinamente a razão é transpassada por uma "compreensão conscientizada". A sensação pouco a pouco se apaga e a razão inicia um processo de absorção e unificação da emoção que, então, lhe é acrescentada.

A iluminação da razão é uma explosão emotiva que desestrutura as seguranças, ao descrever o mundo, das quais a razão imaginava possuir, mas percebe que ela fantasiava, obrigando-a, à visto disso, a reestruturar a sua descrição do mundo introduzindo nele o novo elemento emotivo.

Toda a formação do conhecimento do homem sucede por "explosões emotivas" ou "explosões intuitivas".

Na idade infantil as "explosões intuitivas" são de tal modo numerosas que são vivenciadas pela criança como uma regra, uma norma, um modo para poder conhecer o mundo. Na idade adulta, desde o momento em que a razão passa a controlar a pessoa, esta vive a "explosão intuitiva" como um estado de ansiedade que emerge de dentro dela, é quando a razão perde o controle da consciência racional.

 

Aqui você pode encontrar a versão original em italiano

A tradução foi publicada 31 de agosto de 2016

 

 

 

 

 

 

Claudio Simeoni

Mecânico

Aprendiz a Bruxo

Guardião do Anticristo

Tel. 3277862784

e-mail: claudiosimeoni@libero.it

O Catecismo da Religião Pagã

A religião pagã é uma religião. Une o homem ao mundo em que ele vive e estabelece os princípios éticos e morais na vida do homem, na sociedade, e nos relacionamentos com os Deuses.